27.11.10

era uma vez....

Uma menina que era rodeada de diários, um mais colorido que outro com papeis de cartas, folhas de coração, papeis de bombom, números esquecidos, fotos meio amassadas, recordações mal resolvidas.

Essa menina decidiu que era hora de seguir em frente, então sentou com todos seus diários e foi arrancando pagina por pagina. Dizia para si que aquele tempo não voltaria, e mesmo ali contendo tudo dela, era hora de começar com paginas em branco!

Algumas datas foram complicadas de se rasgar, outras mais fáceis, em algumas delas continham cartinhas não enviadas, ela decidiu que não era bom reabri-las, o melhor a se fazer eram rasgalas.

Não era tão fácil assim, então a menina decidiu que ficaria com algumas paginas, só algumas para saber que mais uma etapa foi vencida em sua nova face! Nesse processo encontrou uma carta que fazia lembrar daquele menino que lhe prometeu o céu ...

Foi doloroso rasgar tal lembrança, mas pra que guarda sendo que em sua mente já tinha essa historia, que por sinal era um conto de fadas que a mesma sabia que não cabia em suas paginas tortas...

Derrepente a menina de grandes marcas pelo corpo, se descobriu mais forte do que sua letra, se viu mais inteira do que em alguns relatos, percebeu que era bem mais mulher do que fingia ser em algumas frases...

Agora ela sabe que não são aquelas palavras vazias que a define, nesse instante ela tem ciência que ela anda vivendo muito bem com palavras mais suas com historias mais tortas! Nesse instante aquelas paginas não passam de paginas...

Quem sabe as que ela guardou não vão para o mesmo lugar que as primeiras? A tal menina descobriu em meio aos papeis que era hora de escrever coisas mais suas, sentimentos seus, lagrimas suas...

Em meio às antigas historias a garota percebeu que nenhum tinha tanto a ver consigo, que só no ultimo diário encontrou um pouco de si!!! Quando os recortes acabaram ela voltou para sua vida real com um mocinho que lhe sobrou doces palavras...

De doces nem tanto, mas não é que ela se amarra nesse lance! Como diz aquela musica ...

Por que tudo com você é complicado?
Por que você se faz tão dificil de ser amado?
Oh, eu odeio isto
Porque se você realmente quiser ficar sozinho
Vou levantar minhas mãos, pois eu tentei
Mas todos os dias com você é tão complicado
Oh, por quê?

Às vezes eu te entendo
Às vezes eu não entendo
Às vezes eu te amo
Às vezes é você quem eu não suporto

 Às vezes eu quero te abraçar
Às vezes eu quero te afastar de mim
Na maioria das vezes, eu quero te beijar
Outras vezes, quero te dar um soco na cara





26.11.10

atração!

Depois de um tempo você bateu na porta da minha casa, ainda estou com as armas em punho, não há uma forma amigável quando se trata dos nossos quereres, então para de olhar assim...

Dessa vez tu viestes em paz, desculpa toda vez que coloca esse sorriso nos lábios tenho minhas paranóias! Não vejo problema na suas propostas, é que querido não sou tão carente!

Não! É melhor continuar ai na porta se explicando, quando me senti preparada para sua invasão lhe convido para entrar! SABE garoto adoro saber que transpira  frio quando tem que fala do seus verdadeiros quereres...

Mexe as mãos, voz fica tremula, mas nunca deixa de me olhar nos olhos, mostrando que a insegurança vem de mim! Proíbo-lhe, sim, proíbo de me fazer sua, proíbo toda essa troca de queres em nossos olhares!

Tenho que lhe dizer que meu corpo ferve quando fala dos seus quereres, assumo fico tremula quando pega em minha cintura... E faz aquela pausa entre nossos lábios, parece que vai me beijar, mas não é tão rápido...

Honestamente? Faz mais daquilo com as mãos, brinca com seus dedos no ar, isso me encanta tanto, pareço uma criança que acabou de descobrir o truque mais incrível do mundoooo!

Não se preocupe querido, as coisas entre nós dois são construídas assim, algumas vezes parecem sólidas, outras fracas a ponto de desmoronar com uma simples tempestade de verão!

Mas no fim é bem mais sólida do que pontes!

“Você é bruto, você sabe que eu gosto disso (sua pele)
Venha aqui, querido, tudo que eu quero ver é a sua pele”

25.11.10

do jeito fácil!

Você me disse tantas coisas naquela noite querido, e para lhe ser sincera só escutei o seu tchau! Não se desespere logo outra otaria escutará suas lamurias, logo encontrarás uma idiota que suporte suas mudanças bruscas de humor!

E isso é um tchau, até mais, a gente se vê, sei lá escolha um adeus que lhe caia bem, porque estou saindo fora desse quase conto de fadas! É certo que depois dos seus blá-blá vou ficar bem mais forte muito mais pé no chão!

Enquanto tenta resgata o que tínhamos vou observando aquele menino no bar, até que parece ser simpático! Ele me acenou, acho seria falta de educação não retribuir! Sabe querido, olhando agora pra você sinto pena!

Tantas coisas que teve comigo e só conseguiu ter de mim agora, raiva e pena! Olha garoto, espero que essa aí que anda pra cima e pra baixo se dizendo sua, tenha menos amor próprio, já que é isso que faz com elas permaneçam ao seu lado!

Olha querido, isso é um adeus, um até logo, sei lá escolha um adeus que lhe caiba bem!

[...]Nada é mais o mesmo, estou pronta para uma mudança
Vá em frente, suma, adeus, até mais [...]

23.11.10

novas rotas...

“decide te levar daqui...”

Parece brincadeira, só que não é! Meus pais decidiram tirar tudo de mim, qualquer forma de comunicação com você está vetada! Então rebelde que sou decidi te levar daqui!

É sim, mais o menos naquele refrão do cbjr “Vou te levar, eh, te levar daqui” Pra onde? Ah sei lá na hora do corre a gente vê, só sei que é certo! Minha mãe está toda descabelada, ela ódio a minha nova tatoo!

Meu irmão voltou com aquela fingida, e meu celular não toca mais! Meus dias têm sido vazios, se tá fazendo falta, então antes que essa vontade de você pare, vou bater na sua porta e te roubar!

Uê! Você me roubo antes, então nada mais justo que retribuir a sua ação! Tenho histórias de lutas e glorias, tenho marcas grandes, machucados mal curados, mas tenho novas caixas, que estão prontas para estocar novas histórias!

As outras? Sei lá deixa elas aí,pra onde iremos só caberá nossas lutas e gloria, aquele tempo ficou pra trás, nunca fui feliz! Será que era essa felicidade que a tal cigana leu na minha mão?

Ela disse que, depois de muito tempo, iria encontrar o meu avesso, meu erro, minha esquerda, meu pesado, meu porto seguro, será que ela te leu a mesma coisa?

Às vezes meu querido quero esmurrar sua cara,nas outras quero seus toques pelo meu corpo... É bem conflituoso te explicar os sentimentos que passam por mim quando estamos nessa coisa toda!

Mas pelo que a tal cigana revelou, não teria respostas certa, nem demonstrações claras, mesmo assim me disse que seria feliz! Até meu destino é do avesso, até meus quereres são dolorosos...

Só pra tu não esquecer, aquela parada, continua sendo sua!

[...]Tive pensando em me mudar
Sem te deixar prá trás, yeah!
Resolvi pensar em nós, yeah!
Vou te levar daqui
Vou te levar, yeah! [..]


17.11.10

“o lado imperfeito da mulher perfeita...”

parte I

É estranho quando os caras falam que precisam de uma menina que não seja assim tão chiclete, que respeite mais o seu direito de ir e vir, todo aquele discurso de liberdade masculina e afim...

Digo estranho porque na maioria das vezes eles ficam com meninas, que são mimadas demais, controladoras a mil, que sempre querem discutir a relação sendo que não há nada a se discutir, é que exigem que eles deixem seus amigos e o tão sonhado futebol...

É mais estranho quando derrepente o cara encontra uma menina parceira, que faz questão de deixar o cara livre para tomar suas decisões, que não fica no pé, que não sufoca, gosta dele do jeito que ele é. E qual é a atitude dele? Ah ele volta pra menina mimada!

Essas atitudes um tanto estranhas, me fazem ter tais questionamentos: Porque buscamos aquilo que mesmo querendo não estamos prontas para ter? Qual é o grilo de ficar com uma menina que tem sua própria vida e que topa determinadas ações com o cara, mesmo não havendo aquele compromisso?

Onde está o problema da garota querer apenas diversão?Quem disse que somente homens podem se diverti? Porque as pessoas não conseguem aceita tais comportamentos femininos?

Só porque não surto, só porque não fico ligando cinco vezes ao dia, e nem porque não dou apelidos infantis pro cara, não quer dizer que não aprecie o que estamos tendo...

Sabe o que me irrita? Essa mania podre que as pessoas ao meu redor têm de me falar que preciso ser mais delicada, que preciso parar de ser tão grossa e avoada com o querer das pessoas, pô mesmo não dizendo, sinto!

Detesto quando as pessoas colocam tempo no meu querer, tenho pavor de algumas meninas ao meu redor que fazem de uma simples discussão um terremoto, meu se o cara te enche da um murro nele e pronto!

Qual é o problema de resolver as coisas no tapa e no grito? O ser humano nunca será racional, mesmo as pessoas dizendo que é um dia ela irá ser passional, se é pra ser assim que faça de bom tom então...

Quando determinadas coisas não me agradam em nos dois, grito, empurro, bato sei lá, mas não levo pra eternidade! Irrita-me saber que pra ter alguém do meu lado preciso usar da boa paranóia feminina, na boa essa não sou eu!

Sim tenho meus dramas, é isso que torna a mulher misteriosa, mas não consigo fazer o que algumas das meninas que conheço fazem. Na boa não sei ser infantil. Não consigo culpar o cara das minhas frustrações sentimentais...

Pra dizer a verdade não consigo responsabilizar as pessoas das minhas falhas, dos meus medos. Se estou com a pessoa é para somar, como já disse sou meio do lado avesso...

O que peço. Parem de pedir o que vocês não estão prontas para assumir, pois mesmo não sendo romântica e afim, tenho lá meus dramas femininos....


 “Um dia eu volto pra fazer só a sua vontade, mas
Se eu não puder fazer você ser a pessoa mais feliz
Eu chego mais perto disso possível




meu avesso...


Nunca fui uma garota de muitas paixões, na verdade, nunca fui de acreditar nesse lance de gostar e ser gostada. Minhas amigas viviam reclamando que tinha um comportamento de menino, às vezes me iludia com algum carinho outras deixava falando sozinho!

Sim, detesto demonstrações amorosas em publico, me gela o corpo deparar com algumas cenas de namorados, creio que sentir vai muito além de demonstrações infantis...

Sim, sou uma caixa de pandora, às vezes posso lhe falar isso e outras aquilo! Não sei exatamente como demonstrar que te quero além do meu normal, mas quem sabe um dia te cante aquele refrão...

O máximo que terá de mim é um se cuida! Acho que é carinhoso, as pessoas ficam inventado formas poéticas de dizer que alguém vale a pena, poxa se elas soubessem que um simples se cuida já fala tanto...

Ontem esperando meu café no balcão da padaria me deparei com um casal discutindo a relação, em plena sete horas da manhã, ela dizia toda melindrosa que ele não dava a atenção necessária e por ai a fora....

Enquanto comia meu pão de queijo fui rindo e pensando: — ah porque as pessoas gostam de determina o tanto de atenção e saudade que temos que sentir o sentir já é o fundamental!

Aquela cena me embrulhou o estomago, e percebi que realmente vim ao avesso, sim tenho sérios problemas com relacionamento, tendo em vista que meu ex terminou comigo porque em cinco meses de convivência eu não soube falar eu te amo...

As pessoas são tão mesquinhas, querem que o outro seja da forma que elas querem, será que não vale ser do jeito que somos mesmo? Sei lá eu me derroto quando o cara chega a mim e fala o que realmente é...

Sei lá tenho um que com mistérios, a pessoa se torna mais interessante! Deve ser por isso que meus pais desistiram de mim. Meu irmão, esse sempre fica com as mesma meninas mimadas e sem assunto... Depois deita na minha cama pra desabafar, dizendo que não agüenta mais esse tipo de menina.

Gosto de senti saudade, mas tenho medo de dizer, gosto de surpresas, não gosto de nada marcado, detesto atos ensaiados, odeio quando sou obrigada a sentir algo que não é...

Deve se por isso que te gosto, não tem me pedido nada além do que posso lhe oferecer... e voltando ao assunto do meu lado avesso, acho que isso não te incomoda, pois é por esse motivo que continuamos ....

[...]Você deixou saudade, você deixou saudade,
Quero te ver outra vez, quero te ver outra vez [...]

16.11.10

duras verdades ....



[...] eu odeio ter que dizer, mas adoro quando a gente se estapeia! Eu adoro quando você me olha com esse olhar de raiva e me empurra com tudo pra parede, eu adoro isso... Acontece o que acontecer, serás sempre meu herói!
Me faz um favor quando estiver comigo não banque o romântico, seja isso aí que gosto! Beija-me começo se amanhã não existisse, sei lá me leva pra algum lugar escuro e tira minha roupa .... Faça-me delirar, sem nem um pudor!!!!!!!!!!!
Eu só quero ter o seu melhor, querido olhe bem nos meus olhos, se tudo isso acabar vou junto, se o que temos acabar os dois não existiram! E mesmo que continuemos não será a mesma coisa, então prefiro me arde nessa dor a ficar por ai sem saber o que é viver! [...]




“Porque você me alimenta com fábulas de sua mão
Com palavras violentas e ameaças vazias
E é doentio como todas essas batalhas
São o que me mantém satisfeita

15.11.10

“morada dos meus sonhos...”



— tenho que parar de arrumar desculpas, não consigo deixar você, por motivos que fico aqui negando pro meu coração! Poxa tenta me entender também ou será que só vale o seu querer?

Dessa vez vou falar tudo que está aqui em meu peito, independente de ser ou não do seu agrado. Pouco me importa as dores que as outras deixaram em você, estou me lixando se elas eram mais espertas que a mocinha que vos fala.

E daí que mal sei fritar um ovo, e daí que dormi na metade dos filmes mais importantes do cinema? E daí que tenho um péssimo habito de ser o que sou! Eu digo o péssimo, pois sei que às vezes nem eu sei lidar com essas minhas mutações...

E daí que sou desajeitada, qual é o problema de sei lá derrubar suco nas pessoas, qual é o grilo de nunca estar prestando atenção nas coisas. Mesmo tu sabendo que quando o assunto é você eu tenho todo o tempo do mundo?

Mas tai querido me propus a gostar de cinema (mesmo tendo pavor), fiz questão de fazer um bolo, até comecei a reler obras consagradas. E pelo visto de nada adiantou, então o que digo: — você é meu avesso, meu lado direito, meu lado esquerdo, o cara mais chato que já encontrei em minha vida...

O melhor beijo, a melhor transa... O cara mais grosso que passou perto de mim, melhor companheiro para se beber em dias chatos! Primeiro que gostou das minhas marcas pelo corpo...

Único que me olhou dentro dos olhos e aceitou de boa o que carregava neles, então não tem como sair assim...

“e na verdade minha batida só se encaixa com a sua...” 

“em outras palavras...”



E meu futuro me reservas só coisas boas, o meu querer me basta! O meu sentir me alimenta o que sou me alegra! Eu gosto do seu gostar, eu quero o seu querer, só que você anda me desagradando ...

Eu tenho medo, e eles são grandes, são pequenos, são do tamanho que quero velos, não adianta viver por eles não é solução! Não venci todos, mas aqueles medos de rejeição sim!

Sou daquelas que cai e se machuca, alguns desses machucados estão em carne viva, mesmo assim ainda coloco aquela flor no meu cabelo e saiu por ai esbanjando amor próprio!

Sabe aquele refrão: “Eu estava aqui o tempo todo, só você não viu” então só por hoje não vou mais tomar essa dose desse nosso querer doentio! Tudo bem amanhã voltou a me arde pelas nossas mentiras....

Só que hoje, vou ser essa felicidade toda! Somos felizes juntos, é aí que mora a sua paranóia, eu tenho tanto para lhe oferecer, quero várias coisas, mas o que não quero é cansar de esperar o seus medos acabarem!

Acho suas atitudes uma eterna contradição, você diz que vive pela certeza, mas me mostra a tua incerteza, às vezes me sopra saudades, outras me diz suas paranóias sendo como minhas...

Ontem enquanto caminhava pelo meu quarto, fui listando tudo que quero e sinto por você, e aos prantos me disse: “Não tem como deixar o meu outro lado por aí” isso te responde a suas dúvidas de ainda sermos o que somos?

“o melhor é que mesmo não tendo respostas, ainda buscamos tais perguntas”

14.11.10

jeitos...



“baby... você me faz sentir como a única garota do mundo...”


Eu vou te contar o que é gostar tanto de alguém! É como se seu ar fosse arrancado do seu peito, é saber que se você der mais um passo pode perder tudo que foi construído...

É aquela coisa que faz nosso peito arde, como se estivéssemos pegando fogo, é quando todas as palavras perdem a graça se não estás comigo! Às vezes dá aquela louca vontade de olhar na sua cara e bater em você, para ver se assim a minha raiva some...

Eu odeio você, odeio esse teu ar de superior, odeio saber que seus braços tem sido minha fortaleza, mas eu te prometo baby que dessa vez vou destruir tudo que construímos, porque parece que tá ficando perigoso esses nossos encontros!

Eu vou te dizer mais uma coisa, é complicado não saber lidar com tanto sentimento, sim, as vezes quero te deixar, mas parece que isso aqui é mais forte que minhas vontades, parece que tens roubado meu mundo!

E na boa não quero mais ficar no seu, alias, quem estou enganando o seu mundo tem sido meu por tantas eras! Devo dizer já tentei por tantas vezes beijar outros caras, mas não é o mesmo fogo!

Eles não me devoram no olhar como você! São fracos, não tem a mesma intensidade que tu! A verdade: Não consigo amar do jeito certo, não consigo gostar de príncipes...

[...] Os sábios falam que o gostar é subjetivo, falam também que há várias formas de se gostar, independente de terem citações de poetas o gostar vai além de rosas, ele se explica nos pequenos atos [...]  

Decide!



“eu decide que preciso parar!
parar de arrumar desculpas nesse meu querer...
agora já está tarde! e não há motivos para deixar isso!
o que quero dizer é que sua pela já impregnou minha vida
seu cheiro não saí mais dos meus edredons!”

13.11.10

minha essência...


Eu juro, já tentei ser uma garota comum, que gosta de caras românticos, que aprecia garotos que são simpáticos! Já tentei achar graça em todos os estilos de mocinhos...

Sabe quando eles não se encaixam com a decoração do seu quarto? Então, nenhum deles coube nessa coisa que chamo de quarto! É constrangedor andar por aí sendo o que sou, o constrangedor é pelo fato de eu ter um passado que ainda me persegue.

Já tentei me adequar ao que aquele meu ex queria, ele odiava o fato de eu falar alto, de eu me vestir com poucas roupas, odiava quando eu sentava na roda dos amigos dele e bebia junto...

A verdade é que gosto do que não presta, gosto daquilo que não é fácil, gosto de me machucar pra sentir prazer! Nada que é fácil me agrada, e tenho encontrado isso em você !

Ainda me culpo por ter aceitado aquela sua cerveja, sabia que daria nisso! Se não tivesse aceitado estaria seguindo pra quem sabe, aquele convento chamado casa!

Para de querer me ver ao todo, para você sabe que é isso que os dois gostam um no outro, então me deixa seguir meu caminho não fique ai me atormentando as idéias...

Eu decide (ou não) que devo procurar alguém mais tranqüilo, que me faça ser alguém tranqüila, sei lá que me mostre outras coisas em um relacionamento, preciso parar com essa mania de jogos...

Tenho que parar com isso, pessoas normais não fazem isso em um compromisso, elas tem outras formas de conquista! Quero parar de usar das minhas artimanhas para ter você!

É isso que vou fazer, vou parar com isso!

— alô?
— eu acho que ...
— o que?
— que você vai ter que me pagar aquela aposta!

Isso é mais forte do que eu! Essa é a minha essência, é complicado deixar quem somos por medo de não sabermos até onde ir! 

12.11.10

o meu amor dói, e o seu ?...



[...] eu só quero que pare de me tratar assim, só quero que pare com as mentiras que tem me dito, mesmo que goste, eu preciso parar com essa tal dependência de sofrer! Então me olha como antes e fale que agora vai ser diferente, mesmo que seja temporário diga, só para acalma meu coração [...]

"Nosso amor é louco, nós somos loucos, me recuso a buscar ajuda"



11.11.10

“mesmo que bata saudades vou tentar olhar pra algo novo...”


Eu sei que é um pouco tarde para falar de sentimentos, mas senti saudades de saber como anda sua vida! Tem saído com aqueles meninos ainda? Voltou a andar com aquele seu skate todo ferrado?

Ontem em mais uma daquelas minhas faxinas frustradas encontrei aquela caixa que você me deu no meu ultimo aniversário, achei que seria fácil abrir ela, mas como dizem é complicado mexer em um passado que ainda não foi superado!

Adoro aquela foto que estamos nos olhando, nem me lembro que deu só que ainda mexe comigo revirar no que éramos (ou somos) é tudo uma questão de ótica!

Pelo que soube você também andou perguntando dos meus passos, ainda não consegui encontrar um cara bacana para recomeçar! Mas fiquei sabendo que já deu suas tentadas... Pelo menos um de nós tinha que recomeçar!

[...] por toda nossa história não me alimente mais, não perguntei mais por onde vou, porque ainda não superei o que tinha com você [...] 

10.11.10

SENSAÇÕES!



[...] você tem uma péssima mania de me fazer delirar, tem uma péssima mania de me fazer acreditar em nós dois. Parece que faz de propósito me prender nesses olhos escuros...  Há momentos que faço questão de ignorar o que me fala, odeio ficar assim sem jeito com seus toques, detesto saber que depois de você nenhum outro cara conseguiu me tirar do chão... [...]

“diga que você me quer, porque eu te quero também...” 

é bem assim...


[...] eu quero me sentir sua, quero estar em cada respiração sua, independente de termos algo sério , gosto de saber que estamos na mesma sintonia de prazer, eu não me importo com rótulos, gosto desse jeito sem data sem compromisso, horas o que é se comprometer em um relacionamento? Eu sei o que busco e pelo que me disse no café da manhã também queres o mesmo, então vamos deixar de viver como os outros querem e vamos viver o que tem alegrado nossos dias [...]

“mais se é pra falar de coisa boa é só lembrar de você” 

9.11.10

“Não adianta entender, tente gostar...”


Eu não sei gostar pela metade, não consigo desejar pela metade, nada que me entrego é pela metade. Não sei como as pessoas conseguem fazer as coisas assim por fazer.

Me deprime saber que algumas mal se dão o direito de amar,me deixa confusa saber que dessas pessoas você tem uma parcela! Sabe é complicado abrir as portas para novos quereres é como pisar em ovos, sempre com uma cautela em não quebrar nada...

Confesso que tenho medo de querer além e não ser correspondida, confesso que dá um pavor em não saber até aonde o que te falo é válido... Ainda me confundo com esse lance de se doar a mais!

As pessoas batem no peito que querem tudo que sou, mas na hora que tem tudo isso elas fecham as portas como se não fosse do agrado delas, então porque pede tais tratos?

Não sou a ultima romântica, muito menos delicada, sou alguém que sabe que em determinados papos só encontrará uma noite, e alguns olhares encontra o seu olhar! Bem sei que sou alguém que não sabe dizer eu te amo, mas sabe fazer da suas lutas as minhas!

Dizem que o amor tudo suporta, então mesmo não em encaixando nesse lance de amor, supor muitas coisas! Considere isso mais um momento de lua meu! Considere tais palavras como uma previa da nossa próxima conversa!

“Gostar de você me faz querer usar vestidos rodados...” 

Chuva ...


E parece coisa de criança, aliás, é! Mas tive que fazir isso, a chuva me convidava pra reviver as boas coisas de que me trouxe... sempre que ela cai lembro do seus olhos...

Toda vez que me arrisco a tomar um bom banho de chuva lembro o quanto gostava de compartilhar de tal idéia. Bem sei que agora  não cabe mais na minha história tal atitude, acontece que essa ultima chuva tive que tomar!

Abri meus braços e como uma criança fui pulando e cantando aquela velha canção que os dois gostavam, que por sinal, não consigo mais ouvi-la! Dessa vez ter tomado ela me fez relembrar de coisas boas...

Ela não serviu para lavar a minha alma, sim, para me fazer lembrar que mesmo longe de tudo que és ainda vive em mim uma parte de nós!  

Quereres....



— afinal o que você quer? Indagava ela enquanto arrumava seu cabelo...
— eu? o quer dizer com essa pergunta?
— quero saber objetivamente o que você quer, é tão complicado responder?

— ah... eu quero ... quero...
— você quer?
— poxa não tinha uma pergunta mais simples não?
— uê vocês vivem se gabando que sabem o que querem mais do que nós mulheres e na hora que te pergunto foges?
— ninguém tá fugindo aqui, é que sei lá parece pergunta de divã, já tá pronta?
— já né!

— e você?
— eu o que?
— sabe o que quer?
— sei!
— me explique objetivamente!
— eu quero prazer!

8.11.10

sentir...


Você me faz sentir... Como naqueles filmes antigos, aonde o mocinho precisa a todo custo provar para a mocinha que o seu coração lhe pertence. Com você eu tenho vontade de dançar pra sempre...

Você me faz sentir borboletas, pegue em minhas mãos e vamos aproveitar esses dias lindos! Eu quero dançar com você todas as canções que aquecem meu coração!

5.11.10

e o que sobra...


Agora tenho estilhaços de cacos por todo quarto, resultado da nossa ultima briga, minha mãe está lá na sala comentando com minhas tias a filha que ela herdou...

Talvez isso seja mais uma tentativa frustrada de eu ser normal, que por sinal mal sei o que significa essa palavra... Eu queria ter esmurrado sua cara nesses vidros, sim, queria compartilhar mais um pouco da dor que sinto quando me trata assim...

Acontece que se isso acaba eu vou junto, se tudo isso não existir na manhã seguinte vou pirar... Mesmo nessas brigas você continua sendo meu herói, meu céu, meu inferno.

Minha mãe me julga a todo instante, me fala coisas que nem pra pior mulher se falaria às vezes no café da manhã me olha por cima dos olhos, ela nunca conseguiu encarar minhas verdades...

Devem ser duras pra ela, já que toda vez que você sai da minha cama ela me puni mais, toda vez que fico contigo minha “falsa liberdade” se torna mais escassa.

Ontem durante o almoço ela começou a falar da Glorinha, dizendo que ela está cada vez mais bonita e com um corpo admirável e com um namorado descente, teve a audácia de dizer que deveria seguir o exemplo...

Sempre foi assim, ela gosta do corpo das minhas amigas, dos affers delas, da boca limpa e de atitudes contidas, sinceramente como sai dessa mulher? Sendo eu assim essa pessoa tão desequilibrada, tão fechada tão cheia de jogos...

Não importa quantas medalhas de responsabilidade eu traga, não importa quantos leões eu mate lá fora, ainda não serei admirável aos olhos dela, ainda mais agora que ando com uma pessoa que gosta disso tudo que tenho!

Hoje pela manhã ela invadiu meu quarto, dessa vez não tão feroz já que os cacos ainda estavam pelo chão... Olhou-me dormi e disse: — sinceramente não sei a quem você saiu você não se ama esse quarto continua uma nojeira...

E saiu, eu virei minhas costas e aumente minha musica e fechei meus olhos, hoje no almoço não trocaremos nenhuma palavra, acho que ficaremos assim até você aceitar que sou isso e me dar a carta de aforai.

4.11.10

apenas uma criança ...



Eu não era tão doce assim, tudo bem que minha mãe fazia questão de me vestir como menina, já que ela vivia me castigando por eu estar sempre machuca e com roupas de meninos...

Adorava fugir de casa, oops ainda faço isso, em fim,quando era pequena me escondia pra não levar aquelas palmadas, e hoje por ironia do destino gosto de recebê-las de vc !

Em fim, fico aqui recordando nas fotos a menina que era, que na verdade mais parecia um menino, já que andava com uma bola embaixo dos braços e só vestia bermudões...

Lembro que chorei a noite inteira quando fui obrigada deixar as minhas roupas de menino para virar uma doce e delicada menina, coisa que vamos combinar nunca fui...

Lembro-me até hoje aquela festa em que tive que ir com aquele vestido horroroso e com aquelas sandálias que machucavam meu pé e ainda por cima tinha que sorrir para aquelas pessoas chatas, odiava quando você fazia isso, aliás, odeio ate hoje!

Nunca me esqueço quando saímos para almoçar e coloquei aquela blusona de frio preta, e levei um livro, adorava ler nesses eventos que era forçada a ir, era um verdadeiro porre ficar nesses lugares, as pessoas não tinham haver comigo...

Meus primos às vezes eram legais, nas outras me deixavam pra trás, e eu tinha que assistir você sendo o centro das atenções, oops, lembrei das festas de aniversários dos meus amigos aonde todos preferiam sua presença e não a minha...

Pra essas pessoas nunca fui interessante, era uma menina que tinha atitudes de menino que vestia roupas que não favoreciam seu corpo, olha que coisa você nunca me ensinou a ser feminina, pelo contrario me obrigava a vestir de menina...

Minha prima maquiagem foi no ano passado, e hoje faço todos os dias! Tinha pavor de comprar roupa com você, pois sempre me expunha para as vendedoras dizendo que aonde já se viu uma menina nesta idade com este corpo....

Você nunca me aceitou, e eu fui me escondendo mais, comer algumas coisas ainda é uma tortura, seus olhares ainda me causam medo... Odiava esse controle, odeio ainda!

Em todas as fotos estou emburrada, ou não to olhando pra elas, me escondia de baixo das mesas para não cumprimentar as pessoas, era um verdadeiro bixo do mato...

Sempre fui misteriosa, sei lá parece que carrego comigo segredos que nem pro espelho tenho vontade e coragem de contar. Se eu era doce? Só pro meu pai! Ele sempre tirou o melhor de mim...

Do mais era eu um fone de ouvido e os malditos cadernos, tais que fiz questão de tacar no fogo quando minha liberdade foi roubada, aliás, ela ainda é uma utopia, eu não sei mais viver de sonhos...

Meu pai sempre tirou o melhor de mim,quando ele me pedia me vestia de menina, eu era doce, meus olhos brilhavam, pra ele sempre serei a princesa da casa...

No ultimo natal que passamos juntos, vesti aquele vestido de menina mimada só pra agradar, tudo bem que ele sabia disso, mas não é que ele tinha razão, fico bem melhor quando estou vestida de mim...

Deve ser por isso que sempre quando você me pedi pra colocar aquele vestido eu coloco, será que tens a mesma visão do meu pai? Será que fico contigo porque consegue me enxerga como sou?

Parte II


Essa sou eu baby, gosto do jeito que dói. Mesmo que me sangre é isso que me mantém viva, você descobriu o jeito que sou! Você me fez amar mais ainda a dor, tu me fez arder pela suas mentiras, então não me faça cair no tédio da suas qualidades....

Eu gosto das cicatrizes que você deixou pelo meu corpo daquela nossa ultima briga, é o que somos, talvez eu seja uma masoquista, talvez isso seja uma tortura desnecessária, mas não dá gosto, eu gosto de cada linha torta em você eu gosto da nossa IMPERFEIÇÃO!

Tenho vontade de socar sua cara, tenho vontade de te empurrar da minha cama, as vezes odeio esse teu cheiro de vagabundo, mas eu gosto quando você me maltrata eu amo quando me empurra pra parede e me olha com esses olhos de ódio ... ESSA SOU EU!

São nossas brigas que me mantém em pé, são nossos tapas que me aquecem, se você parar aqui com isso eu morro, é viciante essa dor, baby você é o único que deixo me doer...

Amo quando seus olhos ardem de ciúme, amo quando briga comigo, adoro quando sua raiva ultrapassa dos limites, gosto de saber que nossos corpos ardem muito mais quando estamos no nosso limite...

Vem cá quantas vezes eu vou ter que gritar  não me importo com declarações de amor, mais quantas garrafas eu vou ter que jogar em você , pra vc se ligar que essa sou eu? Que do nosso jeito tudo fica melhor?

Mesmo que doía, mesmo que sangre eu vou continuar aqui, me ardendo por tudo... vou continuar aqui me ardendo em você! Não tem problema, pois eu amo essa dor! Não tenho vergonha de assumi que é assim que sou, que é disso que gosto...

Eu preciso disso, como já lhe disse tenho esse ar de masoquista!

Entenda...


Eu vou te dizer tudo que vou fazer de agora em diante: não quero mais saber de datas, promessas, eu não funciono assim,ou é ou não é , ou vem ou  não vem! A gente tava tão bem assim, pq mudou?

Não aceito mais desculpas esfarrapadas, a verdade é que antes você me deixa muito mais excitada, sua rebeldia me dava mais prazer, as suas mentiras me prendiam, eu adorava essa sua teia de mistérios...

Agora tá tudo muito óbvio, o seu medo está à mostra e isso acaba com meu encanto, posso até ficar mais um tempo,quem sabe você volta a ser aquele cara grosso que me conquistou, torço para que sim...

Por mais que goste do jeito que deixa meu corpo, estou me cansando dessa espera, estou me cansando desse seu jeito! Que por sinal mudou muito desdo dia em que nos encontramos...

Sabe o que quero? Deitar na tua cama e ficar horas ali, só quero aquilo que os dois sabem fazer de melhor, a gente não dá certo assim, isso não tem nada haver conosco, o nosso jeito é tapas, socos não ISSO!

Com a gente tudo é forte, os beijos, os puxões no meu cabelo, não admito cair na rotina contigo, não quero ser mais um desses casais ridículos que só se falam por uma tela, eu recuso a normalidade, a rotina...

Então vem aqui e me pega sem pudor, me deixa sem fala, me fazeu perder o ar, sei lá me faça mulher. Faz aquilo que só você sabe fazer, não quero promessas não quero datas, eu gosto do nosso jeito ruim, eu gosto do jeito que dói....

Aceitei você porque sabia que no dia seguinte não me mandaria flores, porque eu sabia que não seriamos delicados, porque sabia que você faria exatamente o que eu gosto!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...