14.7.11

O que nem em mil anos poderia explicar




Eu sei que é chato ficar brincando com a comida, é que nada me desce, nada me sobe, nada me deixa, nada me refresca, nada me acalma, tudo me atribula, tudo me deixa estatua, tudo me faz crer em tirar meu coração do meu peito, tudo me deixa confusa de ser e ter...
O garçom chega com meu refrigerante na mesa meus amigos do trabalho vão discutindo sobre novos caminhos eu vou ali brincando com o copo, e lembrando do papo com o tal homem do bar...
- eu pago uma tequila para você, e bebemos juntos que tal?
- minha mãe diz para nunca beber e aceita bebida de gente estranha, hehe
- poxa, teus olhos me encantaram tanto, uma dose só e te deixo ir!
Eu fiquei ali até dar quatro horas da manha e o bar men praticamente nós expulsar do bar, caminhando até meu carro ele vai berrando ao fundo...
- olha Capitu posso não ser Bentinho, mas lhe digo que estou fascinado, doente por esse teu olhar de mar sem fim! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...