6.1.11

em uma noite dessas....



“estranho seria se eu não me apaixona-se por você”

Revirei tanto na minha cama, deve ser porque ela é nova, ou porque o tal do sono não queria vir mesmo! E eu fiquei pensando várias coisas, pensando em várias pessoas, relembrando de você para ser mais exata!

Mudei tantas vezes de posição, tentei dormi do lado contrario da cama, fiquei no meio, depois na cabeceira, depois tirei o lençol, fiquei com frio peguei meu edredom ai me irritei, levantei e fui comer alguma coisa...

Pensei que toda essa irritação seria fome, tendo em vista, que meu dia foi corrido e mal deu tempo de fazer minhas tarefas domesticas, já que sou uma dona de casa! Comi, assisti um pouco de desenho e meus olhos em convenceram a ir pra cama!

Deitei crente que os problemas tinham sido solucionados, como fui tola! Foi deitar nela e os pensamentos voltaram, só que agora com nome e sobrenome! Mandona como sou ordenei: — chega, deixa-me dormi sossegada!

Fechei meus olhos, e não pensei mais nada! Fiquei por alguns minutos queta, mas depois virei e recomeçou o meu pesadelo! Tentei juro que tentei, entretanto seu nome não saia dos meus lábios e pensamentos!

Na minha antiga cama não havia espaço para você, ou havia e eu escondia isso muito bem, e o tal sonho ou dejavú era o que povoava a minha agenda! Eram palavras que sempre quis escutar dos seus lábios!

“Quando penso em alguém, só penso em você” Bem sei que na minha mudança havia coisas nossas, ou melhor, que denominava como nossa, meu irmão até me questionou se levaria e com lágrimas nos olhos constatei: — essa história não é mais minha!

 “ando por aí querendo te encontrar, em cada esquina paro em cada olhar deixo a tristeza e trago a esperança em seu lugar...”

Se eu te encontrar nessas esquinas do acaso, farei questão de cobrar essa péssima noite que tive! E vou te falar que não é justo querer abrigo em meu coração, que não é certo voltar, mesmo sabendo que nunca saiu protesto e digo, não é justo, não é certo!

“Mas a terra avisto em você...O som que eu ouço são as gírias do seu vocabulário”



Um comentário:

  1. Se ele merece, dê uma nova chance, se não, vá pra balada. Heheh... Ficar se revirando na cama é que não dá, né?

    hehehe

    =D

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...