11.12.10

O meu jeito de amar... Ou algo assim!


Sabe baby tentei achar maneiras poéticas para dizer o que vou dizer, mas me conhecendo, sei que essa tarefa seria um tanto árdua, então se deliciei com essas palavras mesmo!

Tudo que tento lhe fazer soa um tanto rude, às vezes queria lhe dizer N coisas, mas sempre termino as minhas frases com um. Até mais a gente se tromba! Muitas das vezes queria falar algo romântico, mas acabo dizendo, seu idiota!

Outro dia quando você me ligou queria prolongar a conversa, mas achei estranho ouvir a sua voz do outro lado querendo saber do meu dia e se havia melhorado, resolvi acelerar o assunto e desliguei!

Baby às vezes querer ter você aqui do meu lado, nas outras quero lhe abraçar, em outras te empurrar pra longe, e na maioria das vezes quero lhe dizer o quanto lhe odeio!

Não é fácil explicar os sentimentos, muito menos senti-los, sabe as coisas são complicadas quando se trata do querer, tanto que minha querida vozinha avisou tanto que ela me orientou!

— não aceite bebida de estranhos, não mostre seu sorriso a nenhum deles, há predadores por ai minha netinha!

E eu besta fui logo me atrair por tu! Ah como sou tola! Agora fico aqui quebrando a cabeça para descobri como é lidar com isso ai que os mortais chamam de gostar...

Ow já lhe aviso, não espere declarações pelo Orkut, não fique na esperança que vou te chamar de apelidos grotescos, e no dia dos namorados não vou lhe pedir aqueles corações bregas!

Nem pense que vou ficar por ai desfilando contigo, o que temos deve ficar aqui entre nós dois! Não sinto muita graça quando as pessoas ficam sabendo que divido meu café da manhã com outra pessoa! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...