1.9.10

No começo

Quando nos encontramos foi tão explosivo que meus olhos não saíram dos olhos deles, foi tão intenso que passei a madrugada acorda pensando nos beijos ardentes que ele me rouba...

Toda menina passa por isso, tudo bem que minhas amigas em acham doente em ficar com um cara do tipo dele, mas gosto. Todas gostam de caras cafajestes eles têm aquele ar de tudo é possível, com eles a vida não entra no tédio.

Bom tinha acabado de sair de uma balada frustrada, acabei entrando no posto para comprar uma bebida e ele tava gesticulando com os amigos dele, foi só passar do lado dele que meu corpo arrepiou, obvio que na hora fingir que nada havia acontecido....

Paguei minha bebida e sai, ele mexeu comigo, típico de cara cafajeste, mexe com todas, quem cair na lábia dele ele leva, continue andado até que ele me alcançou sem nenhum pudor me puxou pelo braço e disse: — ei tava chamando você

— desculpa... era comigo então, parecia que você tava assoviando, não sou cachorro!

— gostei! Posso te acompanhar?

— eu to indo sem rumo

— demoro, juntos encontramos nosso rumo!

Ele tem aquele olhar penetrante, que deixa seu andar mole, e quando ele me pega fico fria e ao mesmo tempo fervendo. Eu já sabia como ia ser nosso lance, já sabia que passaria horas sentada chorando pela suas traições, eu sabia de tudo isso!

Por que continuei? Sabe quando você ama alguém a ponto de não respirar mais? Sabe quando você bate nela por que ela desviou o olhar e depois os tapas viram juras e promessas de amor?

É isso...

2 comentários:

  1. uhuuuulll amei!

    aguardo escritas dos próximos capitulos!

    =)

    ResponderExcluir
  2. Queria viver essas intensidades também... bj

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...