5.9.10

Lições

Aos prantos ela foi arrumando suas coisas, não necessariamente nessa ordem, algumas daquelas coisas não caberiam na sua bagagem. Seria interessante deixar certos objetos, tem certas coisas que não precisam ser levadas com sigo.

As lagrimas não paravam, mesmo ela dando ordem para que elas cesassem as suas decepções eram mais firmes que suas palavras. Quem diria que derrepente todas as portas se fechariam? Quem imaginaria que tais pessoas lhe virassem as costas.

É complicado ter que sair de mãos abanando, da aquele sentimento de derrota no peito, de incompetência por não ter sido tão enérgica com a situação. Passa aquele filme de como as coisas poderiam ter sido se ela tivesse tais atitudes.

— Pra onde?

— pra casa.

2 comentários:

  1. ééé, nunca é facil tomar uma decisão, mas como ouvi ontem..."não tomar uma decisão é uma forma de tomar uma decisão"

    ResponderExcluir
  2. é, meu bem! que bom que vc não está sozinha e ninguém está livre de passar por coisas semelhantes! A diferença é como vc encara esses ends e start over a partir deles! bjaoo coração

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...