23.5.11

Estranhezas


meu celular tocando, e o carioca me fazendo um café, atendo tímida, é ele, meu coração gela, minha voz fica rouca, levanto, abro a porta de vidro e fico na sacada, é melhor assim, intimidades com carioca até a pagina dois!
Ele diz que sentiu falta de mim nesses últimos dias, dou um sorriso enorme, como aquelas crianças que ganharam o melhor presente de natal, mas aí me lembro que a gente nem tem como começar uma pagina ou recomeçar a outra...
Por tudo que ele fez e disse, mas o sorriso permanece ali, e do nada ele manda tímido que só um refrão de uma musica tão boa de Caetano: “ te quero só pra mim, você mora em meu coração, não me deixe só aqui...” completo: te espero meu bem pra gente amar de novo, mimar vc... nas quatros estações relembrar o tempo que passamos junstos, bem bom viver...
O sorriso virou lágrimas, e do outro lado a mesma coisa, e me lembro daquela maldita cigana que me leu o azar de que na minha dor eu iria encontra minha alegria, e lembro daquela cerveja quente, e de todos os copos quebrados e todos nossos dilemas..
E canto pra ele a única canção que nunca cantei > “ apenas quero que respeite meu louco querer, apenas te peço que aceite meu estranho amor..” ele continua a chorar o cara do rio faz sinal que o café ficou pronto...
Eu apenas aceno que já vou, ele diz que precisa desliga, então antes que seja a ultima chance de me mostra digo : “ teu corpo comibina com meu jeito, nós dois fomos feito muito pra nós dois...”
Entro , pego minhas coisa, beijo o carioca, digo obrigada, desço pelas escadas mesmo, assuviu um taxi e rumo pra aquela coisa chamada, destino! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...