23.4.11

De tantas formas ~*






“nosso destino desde meninos dão-se as mãos...”
Me boto bonita, me enfeito, coloca em meus cabelos a mais linda rosa, coloco aquele vestido rodado, trago em meu peito um colar do infinito, pelo meu corpo um perfume que me define, que me deixa mais fincada em tua pele !
E quando ele fala  meu nome manso como meus conterrâneos, quando me chama nas ventas me pega no laço, e diz : - Capitu, você é meu desatino! Quando viro dele por completo, quando meu corpo pega fogo com seus dedos me desenhando...
Me encosta na parede, me come com os olhos,  aos poucos vai se achegando em meus lábios, de manso me toma pela cintura, me aperta me envolve nesse lado mais bruto que tanto me seduz, me da tesão!
Ah de ser aquela paixão avassaladora, tem que ser aquele desejo carnal que não se cura com cinco banhos frios, que se cura com noites regradas de teu corpo entrelaçando com o meu, pode ser minha revolta com a vida mansa que minhas primas levam, tem que ser a minha falta de paciência na vida romântica, na vida burguês ...
Ah de ser mistérios, ah de ser rock in roll com uma boa prosa de bossa nova, ah de ser as mulheres que tanto vivem em mim, ou dever ser a tal sina de Capitu! 

4 comentários:

  1. Nossa,que intenso! Amei *-*

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Que ótima maneira de descrever esses sentimentos, realmente muito intenso! beijos :*

    ResponderExcluir
  3. ui!!!! caraca...muito bom o texto!

    ResponderExcluir
  4. Que texto forte e cheio de poesia! Adorei! Obrigada por tua visita e comentário, seja sempre bem vinda! =)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...